Clínica Odontológica oferece serviços de reabilitação bucal e emergencial

24/07/2019 às 12h20 - Atualizado em 26/07/2019 às 13h10
Renata Morais - estudante de Jornalismo

Com um sorriso aberto, o senhor Roque Correia esperava a esposa que já havia sido atendida na Clínica Odontológica da Ufal. Era a segunda vez que retornava ao lugar, mas agora como paciente, ele acompanhou a esposa que passava por tratamento também. Roque apreciou o atendimento recebido e disse que foi oportunidade. “Estou achando maravilhoso. Estão restaurando e vão colocar duas próteses dentárias. Se não fosse aqui, em outro local não teria condições financeiras em hipótese nenhuma. Graças a Deus, tenho vocês aqui, que não só me ajuda, mas a si, até porque cada paciente tem um história para contar”, salienta. 

A Clínica Odontológica realiza cerca de 1,2 mil atendimentos por mês. A iniciativa existe desde a fundação da Faculdade de Odontologia (Foufal) e é um espaço para o exercício das disciplinas clínicas. Os estudantes passam pela teoria na sala de aula, posteriormente, do 5° ao 9° período do curso de Odontologia, realizam a prática no lugar. 

Os discentes atuam no diagnóstico na sessão de Semiologia e determinam a prioridade na triagem. Os atendimentos de baixa complexidade ocorrem no setor denominado Clínica 1, já os de média naClínica 2, os de alta correspondem a Clínica 4 (incluindo a Clínica do Idoso) e 5, sempre com o acompanhamento dos professores. A Clínica Odontológica da Ufal ainda possui consultórios exclusivos para odontopediatria, pacientes com necessidades especiais, entre outros. 

O senhor Roque avaliou de forma positiva o serviço prestado na Ufal comparando com atendimentos anteriores em rede particular. “Sem comentários, de um a dez, daria nota 11, me deixam bem à vontade aqui. Eu chego a me arrepiar. Às vezes, infelizmente, vou  num lugar de classe média, pago, e o atendimento é diferenciado, ruim, não poderia ser assim”, reflete. 

Já a mãe dos pequenos Gustavo e Isaías, Patrícia Barbosa, soube dos atendimentos odontológicos quando buscou auxílio na rede pública. Ela e os filhos recorrem aos diversos serviços da unidade há algum tempo. “Eu fui ao dentista no mini pronto socorro e lá me indicaram aqui. De lá para cá, venho até hoje. Acho que é a décima vez que venho. Vim hoje para obturar o dente de um e o outro irá extrair, pois está sentindo dor. Nessas vindas eu já fiz canal, extrai dentes e [fiz] limpeza. O pessoal atende muito bem, educado, respeita, não tenho o que reclamar”, aponta. 

Contato e aprendizagem 

A coordenadora do curso de Odontologia, Lorena de Menezes, relata os procedimentos realizados na clínica e a presença dos docentes orientando os alunos como obrigatoriedade.

“Recuperamos a autoestima do paciente, muitos chegam com cáries, dentes feios, resto de raízes. Aqui, fazemos restauração, extração, canal, recuperamos coroas, enfim, a boca do paciente. Em cada setor tem professor acompanhado de cada especialidade.  Temos docentes de cirurgia, dentística [restaurações], endodontia [tratamento de canal], professores de prótese, e periodontia [gengiva]”, elenca. 

O serviço oferecido na Ufal auxilia não só a demanda da cidade de Maceió, como também de outras localidades do Estado. 

O contato com os pacientes não só oportuniza a aprendizagem do estudante na área, como também é uma forma de conhecer as particularidades deles e criar uma relação especial. “Um caso que me marcou muito foi uma paciente da odontopediatria. Dava para ver que ela ficava muito feliz de vir para cá. Ela era muito fofinha. Toda vez aparecia com um presente, fazia  desenho, dava chaveirinho, muito carinhosa. Quando ela não tinha atendimento, acompanhava o irmão, só para estar conosco. É muito bonito de ver que conseguimos criar um vínculo com o paciente, não é só um atendimento focado na doença, vemos o indivíduo como um todo, de forma humanizada”, conta a aluna de Odontologia Karen Barros. 

Atendimento 

Para ser assistido na Clínica basta comparecer à unidade munido de um documento de identidade e do cartão do SUS no dia da Triagem, que ocorre quartas-feiras às 7:30h. O paciente será avaliado e encaminhado para setor específico de acordo com a complexidade do caso. Feito o prontuário, a data do atendimento é marcada considerando a demanda de cada setor, sendo feitos de um a dois atendimentos por pessoa na semana, pela manhã ou tarde. 

A discente Raquel Oliveira esclarece que os serviços oferecidos na Clínica são especificamente para o restabelecimento da saúde bucal da pessoa assistida. “Muitos chegam aqui atrás de clareamento e não entendem muito bem o que estamos fazendo aqui. Reabilitamos, queremos que o paciente saia daqui sem dor, desenvolvemos a questão mais curativa dos procedimentos”, ressalta. 

A emergência da Clínica está à disposição durante toda a semana em horários distintos, segunda e quinta-feira pela manhã e tarde, na terça e quarta-feira somente à tarde. Para mais informações entrar em contato por meio do telefone 3214-1163.